Petição inicial com visual law: saiba como aplicar

Petição inicial com visual law

Já sabemos o quanto o legal design e o visual law têm mudado a forma como produzimos documentos e contratos no universo jurídico, não é mesmo?

Uma matéria recente do Conjur destaca essa mudança e enfatiza a importância de modernizar as práticas nos escritórios de advocacia.

Nesse segmento, vários profissionais do Direito têm usado do visual law para produzir suas petições – um design mais minimalista, intuitivo, e com foco na compreensão da pessoa que estiver lendo.

Produzir petições e contratos com aquele layout do Word ficou no passado!

Quer saber como produzir petição inicial com visual law? Veio ao lugar certo!

A equipe Bits traz as principais informações sobre esse tema e te ajuda a aplicar o legal design na sua empresa.

Acompanhe até o final e boa leitura!

O que é o visual law e por que ele caiu nas graças dos advogados?

Contribuindo com a modernização dos processos nos escritórios de advocacia, o visual law é responsável por simplificar documentos e contratos no mundo empresarial.

O visual law combina elementos visuais e textuais para uma maior compreensão dos documentos – eles ficam otimizados, interativos, e mais fáceis de ler.

Explicamos anteriormente tudo sobre essa nova tendência e sua atual importância aqui nesse artigo.

Pensando sempre em reduzir problemas contratuais e oferecer uma melhor experiência ao cliente, o visual law tem trazido incríveis resultados para a rotina dos profissionais do Direito.

 

Visual law pode ser usado em qualquer área do Direito?

O visual law pode ser aplicado em qualquer área. Desde que não haja previsão legal em contrário. 

Confira alguns exemplos do que pode contar com o visual law na sua elaboração:

  • petições;
  • contratos;
  • peças jurídicas;
  • atas societárias;
  • documentos de compliance.

Se houver alguma exigência legal para um formato específico do documento, o legal design precisa se adaptar a essa referência ou não pode ser utilizado.

Entretanto, no geral, os elementos do visual law são aplicáveis a qualquer tipo de documento jurídico.

Como criar minha petição em visual law?

Se vocÊ nunca teve contato com o visual law, pode ser que você sinta que nunca vai conseguir fazer porque não tem criatividade ou então por falta de tempo.

Mas existe um software que surge para eliminar esses problemas. Você pode usar o UX Doc para criar suas petições a partir de templates.

Além disso, o UX Doc disponibiliza uma função de automação onde você cria sua petição em legal design e visual law em poucos minutos.

modelo peticao inicial visual law

Quais são as petições em que o visual law pode ser utilizado?

Como se aplica para outros tipos de documentos, se a petição em questão não precisar seguir, como exigência, um layout específico, em síntese, toda petição pode fazer uso dos recursos do visual law.

O foco do advogado, com suas petições, é uma maior chance de persuadir os magistrados, contando de maneira assertiva a história do seu cliente.

Logo, contar com os elementos do visual law pode facilitar esse processo, gerando um relato mais claro, interativo e prazeroso de ler.

Como utilizar recursos do visual law

Como utilizar recursos do visual law

Vamos trazer, então, tudo o que já sabemos sobre o visual law para a prática?

Confira abaixo o guia que preparamos sobre como utilizar os recursos do visual law:

Foco no conteúdo

O objetivo principal de uma petição inicial com visual law, por exemplo, é a apresentação de um conteúdo mais compreensível e claro.

Por isso, todo o conteúdo do seu documento deve ser a sua maior preocupação.

Faça uso dos elementos que compõem o visual law:

  • ícones;
  • tabelas;
  • storyboards;
  • bullet points;
  • fluxogramas;
  • gráficos e infográficos;
  • e muitos outros!

Dependendo do caso apresentado, você pode explorar outros recursos visuais para deixar a sua petição ainda mais interativa.

Para quem é o documento?

Conhecer seu público também é essencial para um bom desempenho da sua petição inicial com visual law.

A petição inicial é a primeira solicitação, a apresentação inicial, com relação a um caso.

Ela será lida pelo Judiciário, que analisará as pretensões do caso para dar continuidade ao pedido.

Logo, tendo em mente que esse é o público-alvo, o advogado consegue traçar a sua estratégia considerando os conhecimentos prévios do Júri, a linguagem esperada e, claro, o tema desta petição.

Considerando a atual recepção do magistrado com relação às petições iniciais com o visual law, a dica aqui é saber como combinar os elementos aplicados para que o documento não perca seu foco e receba a atenção necessária pelo juiz.

Qual o objetivo do documento?

Uma petição inicial tem como objetivo iniciar um processo.

É ela quem comunica ao Juiz os interesses do cliente do advogado, bem como os fatos do caso ocorrido e o espaço para que a outra parte manifeste suas considerações.

Como uma petição inicial narra uma história, é essencial, então, que esse documento seja muito conciso, com boas argumentações e, claro, com a jurisprudência indispensável.

Pense em soluções

Uma das coisas que tornam o visual law tão querido na elaboração de documentos, atualmente, é a sua liberdade de criar.

Por meio dessa prática do legal design, existe uma maior flexibilidade criativa com o foco na experiência do usuário, buscando sempre entregar documentos cada vez mais compreensíveis.

Por isso, na hora de elaborar o seu documento ou petição inicial com visual law, busque sempre conferir a perspectiva do seu cliente e pense em soluções!

Onde posso treinar meu escritório de advocacia?

A essa altura do texto, você já deve estar querendo implementar o legal design no seu escritório, não é mesmo?

A Bits pode cuidar disso para você!

Nós treinamos o seu time para que ele seja capaz de criar documentos que geram mais resultados por meio da metodologia Bits de Legal Design.

Traga mais resultados para seus clientes e fidelize-os! Clique aqui para começar o treinamento da sua equipe com a Bits!

Conclusão

Mais do que uma tendência inovadora no Direito, o visual law, dentro do legal design, traz diversos benefícios que mostram que as práticas jurídicas não precisam ser sinônimo de burocracias.

Por isso, para a sua petição inicial com visual law e outros demais documentos jurídicos, conte com o legal design para uma melhor experiência do usuário!

Esperamos que esse artigo tenha tirado as suas dúvidas.

Para mais dicas e informações sobre inovações jurídicas, acesse o blog da Bits.

Se inscreva em nossa Newsletter

Marketing por

Veja também

Quer utilizar Legal Design na sua empresa?

Entre em contato conosco!

FOTO_04